segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Pontos de situação para o velho novo ano...


Sarava,

Não sei o que são: águas-furtadas, juntas de rolamentos, pêra abacate, dores da ciática, redenho, pericárdio, reguladores intestinais….

Não quero saber o que são: unhas encravadas, velhice, fluídos, gretas, mão-de-vaca, joanetes, terramotos, embolias cerebrais, …

Nem sempre sei o que são: perfumes, lembranças,cabelos sedosos, romãs, amores e desamores, poesias, mau tempo, engates, martinis rosatos, …

Sei o que são: malmequeres, cafés curtos, sono, gargalhadas, borboletas na barriga, vernizes, coisas, afilhados, coca-colas,…

Gostaria de saber o que são: sonhos realizados, viagens de uma vida, amores incondicionais, lamborguinis, javier bardems, astros, poder, química, selvas, jet sete, voos…

E a pedido de várias famílias, cá retorno eu para atirar palavras para quem as quiser ler.

Guardo ainda mais histórias de primavera, mas contarei mais tarde. Talvez quando a chuva apagar toda a energia de nós.

_E se eu fosse puta…Tu lias?_