segunda-feira, 11 de maio de 2009

Já não há canções de amor nem freiras como antigamente


Sarava!



Andava eu apressada para sair de casa a horas à procura da chave do carro.

- Devo tê-la deixado em cima de algum móvel...- pensei.

Opto por trazer a chave alternativa e depois perder tempo a encontrar a outra. Quando chego ao carro...adivinhem! Só faltava o letreiro em letras gordas a dizer: Carro com chave na ignição, é só levar!

Enfim, não percebo como, mas deixei lá a chave.


Ninguém o levou.


Mas não há bela sem senão. Agora o meu carro faz um barulho manhoso, que segundo os entendidos é coisa para me custar uns 100 euritos, por causa de umas correias e de uns rolamentos quaisquer.


(interrompida por um senhor de uma associação “sorriso” qualquer, presumindo que a identificação não tenha sido inventada por ele, que me cravou 1euro e 10 cêntimos em troca de uma pulseirinha azul e preta)


Outra boa! Estava eu parada no trânsito com um Ferrari vermelho à minha frente, quando uma freira no passeio me faz sinal, depois de observar bem o dito veículo, como que a dizer que o Sr. condutor vive bem (gesticulou-me com a mão, como os bebés quando dizem que “o pai foi ganhar o tostão”, e ainda levantou as sobrancelhas). Que as freiras não sejam santas, ainda vá..agora luxúria... isto não é um dos sete pecados mortais???


Ai ai... já não há freiras como antigamente...


E por falar em freiras este fim-de-semana vi o filme “Negros Hábitos” de Almodovar, a meio adormeci, mas acordei para o fim. Conclusão de todos os que vi (“Má educação”, “Fala com ela”, “Tudo sobre a minha mãe”, “Volver”, “Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos”, “Em carne viva” e “Kika”) este foi o primeiro que não gostei.



_E se eu fosse puta...Tu lias?_


P.S. -"NIGHTMARE WITH A.C. II", 50x50cm, 2008, de Isabel Monteiro

35 comentários:

Ana S. disse...

Saravá!
Bem, se ele não fazia esse baruilho antes é caso para perguntar: Será que alguém pegou no teu carro, foi dar uma volta e depois colocou-o onde estava? Já não se fazem freiras nem ladrões como antigamente lool
Beijos

Papoila disse...

Olá Pequena:
Não re esqueças muitas vezes da chave na ignição no carro antes que não o encontres nem a ele nem as chaves... será que ele foi dar uma volta sózinho e agota faz barulho porque quer ser mais livre?
Essa freira não tem culpa de gostar de boas "máquinas" não é pecado... pecado é desejar o condutor eheheh... quanto ao Almodovar gostei de todos os que citas por certo não vou gostar dos Hábitos Negros...
Beijos

Antonio saramago disse...

Já nada é como antigamente!!!
É PENA...

dragao vila pouca disse...

Depois de um tempo desaparecido em combate - tenho tanta gente linkada que não dá para todos -, regresso para ler o que diz a menina de S.Mamede. E o que leio? Despassarada como sempre e a meter-se com as freiras.
Não é luxúria é Prec e o que a freira te estava a dizer, é que aquele Ferrari, dava para matar a fome a muita gente. Deviamos andar todos de bicicleta.

Beijinhos e porta-te bem

Rafeiro Perfumado disse...

O que eu ainda mais gostei foi o diagnóstico (e orçamento) do teu carro ter sido feito pelo ouvido!

Beijoca!

Menina do Rio disse...

Também não se fazem mais carros como antigamente... Fim dos tempos?...

beijos

PAH, nã sei! disse...

Imagine o que não é trabalhar com "hábitos cinzentos"....
Não há prof que aguente :(

ahnizos disse...

Bem...tiveste sorte com o carro, pensa positivo. Apesar de tudo, não ficaste sem ele, se bem que, como já aqui disseram..se o carro não fazia isso antes...é no mínimo suspeito.

Realmente...não sei como eram as freiras antigamente mas xD
enfim...também são seres humanos com as suas falhas não é verdade.
**

Vieira Calado disse...

Ora, ora!...

Se me roubarem o carro...

compro outro!

Não me perco por pequenos detalhes...

E também não me perco por freiras...

Beijinhos

tulipa disse...

Sempre em agitação!!!
~um abraço
Tulipa

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Mininininha

Aleluia! Gloria in excelsis Deo!!! Hossa nas alturas!!!!!!

Querida Irmã de hábito (da caridez e da luxúria, salvo seja): desde o Paleolítico que não te punha o olho, digo, a vista em cima.

Saravá!!!!!!!!!!!!!!
Recuscitaste, ó Jones do meu c'ração. Tava com soidades tuas, morabeza e coisas dessas.

E prontos (como agora se diz, e pronto! Ponto) eis-te de volta com o Almodôvar e a chave de ignição (é bué da fixe, né?) debaixo do braço. Ganda cena.

Os cotas - como passam? Milionários, por certo...

Inscrevi-me teu seguidor. Agora, reciproca-me (fixe, né?). E passa a passar, nem que seja por passar, pela Travessa. Não pagas nada, nem apanhas gripe A, B, C, etc. Garanto

Qjs

DomingonoMundo disse...

Acho que a causa da mudança das freiras é nitidamente da Whoopi Goldberg (não sei se é assim que se escreve). Desde que fez aquele pacote de secas, dedicado ao delirante tema da "freira porreira" - e desde que esses filmes começaram a passar na tv de domingo à tarde, fora da hora da missa - as freiras deixaram de ser o que aparentavam para aparentar ser o que sempre foram! Digo eu...

Cadinho RoCo disse...

Será que uma Ferrari é capaz de mexer com os brios de fervorosa freira?
Cadinho RoCo

Roderick disse...

Já me aconteceu o mesmo do carro. Mas foi pior além de deixar a chave ainda ficou ligado!
Não sei como fiz isso, mas quando voltei ao carro até me arrepiei todo!

Fátima disse...

Há quem diga que os escorpioes tem sorte,ao avaliar pelo teu post,parece que sim:)!
Quanto aos gostos das freiras,acho que sao pessoas,como todos nós,apenas com algumas ideologias diferentes.

Deixo-te um beijo e um desejo de continuaçao de boa sorte!

paulotpires disse...

estes posts, trazem-me sempre grandes sorrisos aos lábios...
continuo a adorar a forma descontraída com que os escreves...
como couço dizer muita vez...
sarava

Gilbamar disse...

Li e reli com muito gosto esse post, pois também essas coisas acontecem comigo quando preciso usar o carro.

Poético abraço.

Gui disse...

Os ladrões acharam muita fartura e desconfiaram. Foi a tua sorte.
WQuanto ao Almodôvar, dormiste no filme? Mau sinal. Ou talvez bom sinal, quem sabe. Talvez a noite as horas de sono não tivessem sido muitas naquela noite. Um beijo e desculpa a brejeirice.

Pelos caminhos da vida. disse...

Somos "passageiros" de um lindo raio de luz
que nos conduzem a eternidade.
Conseguir perceber, sentir e tocar
este raio de luz dourado
é como manter uma comunicação
permanente com os nossos anjos.
Os anjos são nossos protetores e
nossos guias verdadeiros,
que nos conduzem de uma forma iluminada
ao entendimento,
a compreensão e ao amor.
E nos incentivam principalmente a construção
de uma vida em plena harmonia com o universo.
Portanto, olhe para o céu hoje, deixe que seu coração seja banhado por este "oceano de luz"
que irá transformar sua vida.
Deixe que ele ilumine sua vida com os raios da "FELICIDADE"!!!

beijooo.

sagher disse...

olha lá ta tudo certo. O Almodôvar etc e tal, mas para filme de freiras ve se vês iniciação de uma noviça. o guião é um pouco repetitivo, o argumento não é nada de fantastico, mas para distrair serve muito bom lol

© efeneto disse...

Tenho palavras que te procuram,
que se acendem nesta existência suave;
palavras para seguir caminhos,
para te abrir os dias;
palavras partículas de fogo
que acarinho para os momentos precisos
nos seus puros abandonos;
palavras verticais como chamas,
que te chamam na procura,
mais claras que o dia.
Com palavras de lua e de vento
invento veredas de palavras
que adoçam os silêncios
e explicam as madrugadas.
Palavras que só a ti direi.

Palavras que servem para dizer que irei voltar aos poucos á vossa companhia.
Um fim-de-semana cheio de amizade e palavras

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Adorei!

Rain Sister disse...

Devem ter pensado que era armadilha.
Lol
Beijinhos

Tomáz disse...

Ninguém é mais como antigamente. E luxúria é sim um dos pecados capitais, talvez o pior deles, ou o melhor, quem sabe. Também não gostei desse Almodovar. Penso que ele perdeu "a mão" ou os olhos, ou sei lá o quê, mas está muito aquém de seus outros filmes.
Beijos.
Tomáz

António Silva disse...

Sarava!
Ausente... Mas sempre presente... Bom fim-de-semana! Agradeço a visita. Xi coração! António

António Silva disse...

Sempre presente... Mesmo na ausência! Bom fim-de-semana! Xi coração! António

Intruso disse...

sugeria passares a andar de autocarro...:)

Salve Jorge disse...

Nem freiras
Nem canções
E outras tantas besteiras
Verdade derradeira
Entre possíveis aspirações
Sempre na beira
Nem mesmo na feira
De repente
Achamos suposições
Como as de antigamente...

as velas ardem ate ao fim disse...

Só tu para me fazeres rir!

bjo

Água Ardente H2Oh! disse...

ahah...esta da chave é antologica! Mas como dizem: Deus protege os bebados e os loucos,e eu digo, que também protege os distraídos. Nunca me lembro da chave reserva - se calhar não sei onde está, mas enfim... Beijinhos e aparece! H2Oh!

João Videira Santos disse...

Li, gostei e não deixei de sorrir...

daufen bach. disse...

Olá...rs

eu nao sei se tenho que responder a pergunta no fim? Mas vamos lá..leria sim...rs

tens razão, não se fazem mais nada como antigamente! Caramba!
mudaram os "hábitos" das freiras, arredondaram as formas dos carros (ou vice versa)...as canções então, são eletrônicas...tu te apaixonas agora pelo som de uma bela mesa de mixagem...ta tudo perdido...rs.

Abraço a ti daqui da Baciz Amazônica.

te achei através do blog do Vieira Calado)

O Profeta disse...

Este mistério da luz
Incessantes são as marés da vida
Este tempo que corre firme em frente
Não há lugar na lembrança para a partida

Porque da próxima vez
Quero ser palhaço e brincar com a dor
Aprisionar a tristeza em balões de cor
Soltar as cordas que prendem o amor

Uma esplendorosa quinta feira



Mágico beijo

António Silva disse...

Amiga
Obrigada pela visita, pelo comentário deixado e, também, pelo carinho. Beijos. António

mitro disse...

A freira tem um MBA e estava apenas a explicar-te que o Ferrari era um sinal de ostentação de algum novo rico.