sexta-feira, 24 de abril de 2009

Um cravo dos vermelhos



Sarava





Gritem por cravos...dos vermelhos!






_E se eu fosse puta...Tu lias?_






Obra de Isabel Padrão -"Ninguém me cala!", Acrílico sobre tela, 35 X 25 cm

16 comentários:

lua prateada disse...

Passando para dizer :Vive de maneira a poderes aprender a amar,
ama de maneira a poderes aprender a viver.
Não necessitas de nenhuma outra lição...
E como o FDS está aí então que seja ele para expandires teu coraçao.
Beijinho prateado

SOL

as velas ardem ate ao fim disse...

Feliz dia da Liberdade!

Cláudia disse...

25 de Abril Sempre!

Fátima disse...

Viver é fazer aquilo que mais gostamos...sempre com liberdade!

Beijocas!

Cõllybry disse...

Não é a flo preferida, mas os gostos não se discutem, não é mesmo...

E viva a liberdade, grata pela companhia no no que finda e novo recomeça lá no mru OlharIndiscreto...

Tudo bem?Visinha



|)’’()
| Ö,)
|),”
|Doce beijo da...

*Cöllyßry

ahnizos disse...

CRAVOOOOSSS! DOS VERMELHOOOOSSSS!

espero que esteja tudo bem =)
a (mini)musiquinha do teu blog animou-me

bjs

O Profeta disse...

Os sonhos cabem numa bola de sabão
Levada por uma brisa zombeteira
Subiu alto e tocou o rosto de um anjo
Que sorriu de uma doce maneira

Passou a rasar uma nuvem
Daquelas que cobrem o azul
Fez um bailado de círculos
E decidiu seguir para sul


Boa semana


Mágico beijo

"Antonio" disse...

Olá passei aqui para uma visita cordial abraços e muito susseço
Antonio e ganhe muito $$$$$$

http://oblogdasnoticias.blogspot.com/

http://curiosidadesdoplantaterra.blogs.sapo.pt/

Antonio de são jodé dos campos São Paulo Brasil abraços

as velas ardem ate ao fim disse...

Bom 1º de Maio!

Viva a liberdade

bjo

Papoila disse...

Hoje venho dizer-te que vivi intensamente os 35 anos de Abril, os 123 anos do 1º de Maio com cravos vermelhos.
Beijos

Anónimo disse...

Talvez, no fundo, não seja solidão, enquanto houver aquela voz de mar interior de um povo, como explicou Sophia...


Revolução

Como casa limpa
Como chão varrido
Como porta aberta

Como puro início
Como tempo novo
Sem mancha nem vício

Como a voz do mar
Interior de um povo

Como página em branco
Onde o poema emerge

Como arquitectura
Do homem que ergue
Sua habitação



De Abril Solitário ;)

O Profeta disse...

A maresia adormeceu na areia
O mar transformou-se em espelho de água
Uma nuvem mirou-se nele
Verteu uma última gota de mágoa

Este sol que beija a ilha na manhã
Traz um sorriso cheio de mistério
Este verde orvalhado pela bruma da noite
É o tapete de um Deus no seu império




Bom fim de semana


Doce beijo

Salve Jorge disse...

Grito
Faço pito
E nem explicação
Solicito
Até cito
Se precisar atrito
Não evito
E esteja dito...

Ana S. disse...

E eu grito por um post novo
ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhh
lol
Beijos

as velas ardem ate ao fim disse...

bjo e bom domingo

Imperator disse...

cravos, malmequer, violetas, rosas, amores-perfeitos, verde, amarelo, rosa, vermelho, preto, azul, a liberdade é um arco-íris.