quarta-feira, 25 de março de 2009

Um amo-te grafitado


Sarava!


Cucu meus queridos! Não, não me afoguei nas lágrimas periódicas!

Entretanto descobri que gostava de ter um “Amo-te” grafitado. Sim no meio dos tantos “Amo-te” por estes muros, brancos, pretos, vermelhos, grandes e pequenos, gostava de ter um só meu.

Falando de gajas... Ontem aquando a minha segunda de mão de verniz branco leitoso, percebi que sempre que termino de pintar as unhas me dá comichões. Será psicológico? Provavelmente só me dão comichões porque não posso coçar, para não estragar o verniz ainda muito brilhante e fresco. Nem imaginam a ginástica que faço, a pegar em coisas para tentar aliviar a comichão, ora com ganchos, ora com o comando da TV, enfim tudo que estiver próximo. Não se riam, porque a metade das pessoas que me lêem são gajas, logo também fazem estas figuras ( a não ser as que vão à manicura, mesmo essas devem ter umas comichões e estragam o verniz novo volta e meia).

Outra coisa que me apetece partilhar é o lavar os dentes ou a cara. Quem nunca sentiu aquela pinga a escorrer fria pelo braço? Vá, confessem! Ui, que arrepio! É que de mangas arregaçadas ou não, mesmo encapada por pijamas grossos e polares, as pingas arranjam sempre maneira de percorrerem o meu braço moreno.

E mantendo-me no universo feminino, ou não (já que as pingas são mal do Homem), fiz uma lasanha há uns dias. Ficou óptima a não ser a massa do topo, que o seu toque crocante, até bem apreciado italianamente falando (e digam crocante com um quê de pronuncia italiana), ficou excessivamente não comestível, isto é o crocante da massa de cima quase era capaz de partir dentes saudáveis. Alguém me dê uma luz porque ainda não percebi o que foi que eu fiz de errado.



_E se eu fosse puta...Tu lias?_



P.S. Imagem minha!

segunda-feira, 23 de março de 2009

a maria que há em mim


Sarava.

No meio dos “e se”, com mais ou menos putisses, voando alto ou quase caindo, sinto-me dormente. Todo o meu corpo está dormente. Até a voz e o coração.


Não consigo seleccionar-vos coisas cómicas dos meus dias. Se calhar perdi-as sem saber. E hoje, e ontem, não tenho risos nas palavras. As cores são todas apagadas, sem vida.


E se quiserem uma razão, também não tenho para vos dar.

Parece que me tornei invisível. Há sempre duas pessoas que vão reparando, mesmo assim, pouco.

Sinto-me tão cheia que pareço vazia.

E é isto, a pessoa que vos escreve as peripécias que voam em tons de arco-íris, é vulgar.

- Tem se sentido triste?

Não sei. E como diria o meu tão confidente Régio, “Não sei por onde vou”.


E poderá ser isto uma interrupção???


Entretanto, tranquilizo-vos: estou com o período.


Ah... estou cansada do nome Maria! Tudo é Maria!! São as bolachas, as virgens, as revistas, os hospitais, as santas, os teatros, as discotecas... Enfim, que falta de originalidade! Mais a mais eu também tenho um quê de Maria...


_E se eu fosse puta...Tu lias?_


p.s.- "Passa Tudo" de Luís Melo, 160x160cm, acrílico s/tela

quinta-feira, 12 de março de 2009

Post Novo com Pombas à mistura


Sarava!


Estou cheia. Cheia. Cheia. Cheia. Cheia. Cheia. Cheia.

Portefólios+Portefólios+Portefólios+Dramas+Psicodramas+Sociodramas
+Arte+Arte+Arte+Coisas+Coisas+Coisas e Coisas.

Uffa...

Post Novo:

Perdi 20 euros. Uma nota incrivelmente nova e verde. Merda.

Ah! Tenho um segredo para vos contar. Psttt! É favor não se rirem nem espalharem. Ok? Descobri que tenho um surto de mais de uma dezena de cabelos encaracolados brancos. (era agora que devia confessar o quão nova sou)


Nunca gostei tanto de falcões como agora!! Raispartam os pássaros e aves, em geral, e as pombas que sujam tudo e se multiplicam aos bandos, em particular.
Não me imaginam na hora comprida do meu almoço a atravessar passeios em pulinhos rápidos, como se fosse corcunda, fintando, aos berrinhos, a passarada toda que me persegue. A par desta descrição os meus olhos esbugalham quando vêem, durante estas maratonas de obstáculos, uns senhores com bigodes de respeito a alimentarem as criaturas “penudas”.

E caso a minha Gata Conca não tivesse 20 anos, eu declarava guerra.

(Pombas malditas...que para além de já terem engravidado santas senhoras, ainda têm cantigas que as protagonizam - as pombinhas da catrina la la la )


_E se eu fosse puta...Tu lias?_


p.s. escultura "pra cá pra lá pra cá" de Mónica Oliveira, ferro pintado