segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Um monte, um casamento e 250 convidados!

Sarava!


Eu sei que por vocês tinha-vos contado as minhas férias tintim por tintim até ao mais ínfimo pormenor, mas haja decência caros vizinhos… Entretanto, também não vim preguiçosa, e passo a explicar a falta de detalhes… Neste último sábado, dia 13, fui madrinha de casamento.Espero que percebam a ausência, já que se deve a um sacramento!


Vou-vos então contar.

Demorei um mês (mais coisa menos coisa) a preparar a minha indumentária numa querida estilista… Fui toda de azul-turquesa e bolas pretas com uma flor volumosa no ombro, do mesmo tecido.

O vestido ficou pronto na quarta-feira, uns minutos antes de partir para Évora (local da cerimónia).

A minha viagem de comboio deu-se com duas companhias distintas. A primeira, entrou em Espinho, um homem na casa dos cinquenta acompanhado de uma espécie de extintor azul com umas mini-mangueiras transparentes presas ao nariz. Imaginem-me a tentar dormir e deparar-me com esta chegada… O sono foi-se de imediato, e eu só pensava no que seria aquela maquinaria toda… e se dava o badagaio ao senhor ali mesmo ao pé de mim.

Não resisti e perguntei com ousadia:

- Olhe não vou fingir que não reparei… o que é isso?

Sorriu com um ar paciente e até carinhoso – É uma máquina de oxigénio…

E continuou: - Eu nunca soube fumar, fumava 6 maços de tabaco por dia, até que comecei a dar entradas no hospital e os médicos sempre a proibirem-me de fumar e eu sem ligar. Até que me descobriram um enfisema nos pulmões e agora dependo disto.Isto dá-me para doze horas, eu que vim da batota do casino e agora regresso a casa a Coimbra…Eu sem ar, acho que nunca mais falei até ele sair em Coimbra. Aí a troca deu-se para uma cabeleireira que fez os 5 telefonemas imprescindíveis mal se alapou no comboio, num tom de voz suficientemente audível para que metade das carruagens ouvissem a sua vida em resumo. O meu sono ficou condenado a partida e depois a vizinha cabeleireira decidiu partilhar comigo a vida das duas filhas, do marido, da mãe e da casa de campo até sairmos no Oriente.


Viagem aparte.


Acho que não me caso tão cedo… ao saber tão de perto o trabalho que se tem e os gastos.

Entretanto a minha afilhada ia linda de morrer. Acho que foi o casamento mais bonito que vi, se calhar pela carga afectiva…E num redemoinho de coisas a tratar até à última… e de na véspera chorar baba e ranho porque não gostava já do meu vestido, tudo passou… com a maquilhagem profissional e os caracóis semi-apanhados. Mãe, madrinha, meninas das alianças, noiva e fotógrafos tudo a postes. E a descida da noiva fez-se aos seus convidados como se de um filme se tratasse.Mal a noiva entrou ao som do ave-maria cantado pela tenor eu desmanchei-me em mais lágrimas. E na altura de ler o evangelho fiz uns 2 minutos de silêncio até ter certeza que não desmaiava. E tudo se concretizou.

O copo de água no monte Alentejano foi ritmado ao som de Los Cubanitos, adocicado com uma fonte de chocolate quente, e com tudo a que os noivos tinham direito. E as 250 pessoas nem se notaram…


Vivam os noivos e a madrinha!!


_E se eu fosse puta…Tu lias?_


22 comentários:

Cláudia disse...

É isso mesmo...vivam os noivos e a madrinha :)

Este ano tmb tive um casamento em Évora...Em Agosto...
Também foi giro... e correu bem.
Essas viagens assim são giras...Tens sempre animação..ou não :)

Papoila disse...

Olá!
Estás desculpada!
Adorei o azul turquesa com bolas pretas e a flor no ombro (às vezes a cor do mar é assim...) Fonte de chocolate, num monte alentejano, não me mates de gula... Vivam os noivos, e a madrinha chorona...
Beijos

dragao vila pouca disse...

A menina foi a um casamento de combóio?! Podia ter avisado e tinha ido nas asas do Dragão.
A afilhada estava linda, mas a madrinha, no seu vestido azul às bolinhas pretas, estava...o máximo!!!!!!

Ah, não percebi o seu comentário.O seu pai fez o quê
Beijinhos

Rafeiro Perfumado disse...

"Sarava!

Eu sei que por vocês tinha-vos contado as minhas férias tintim por tintim até ao mais ínfimo pormenor, mas haja decência caros vizinhos…"

Só para estragar o efeito de teres colocado aquilo em Webdings... ;)

E pormenores da vida da cabeleireira, não há?

Beijocas!

Pelos caminhos da vida. disse...

Olá amiga!

Te desculpo.

"VIVA OS NOIVOS".

beijooo.

ivone disse...

"Fui toda de azul-turquesa e bolas pretas com uma flor volumosa no ombro, do mesmo tecido."

um mês para te vestires assim??
esqueceste_te das castanholas...estou mesmo a imaginar_te de sevilhana ao som dos cubanitos em pleno monte alentejano! é que tem tudo a ver. e mais: antes na igreja toda lavada em lágrimas e depois no copo de água toda borrada. mas pronto adoro sempre a descrição que fazes das figuretas que vais fazendo por aí...

bjs e abraços

ivone disse...

e esqueci_me: Viva a Madrinha! apesar das figuras "tristes" em frente aos restantes duzentos e cinquenta convidados que entretidos com não se sabe bem ao certo talvez em meter umas sapateiras no bolso do casaco para levar para casa nem repararam que o envagelho segundo a não lias nem se ouvia rs

ps: se eu me voltar a casar um dia faço questão de te convidar para madrinha também

Sunshine disse...

Saravá!!

Esse pormenor de escrita em Webdings é muito giro, parece que agora é moda, já vi isso em mais blogs ;)

Adoro azul, especialmente o turqueza, de certeza que estavas um espanto \0/ \0/.

Para o ano, se quiseres, juntas-te a nós e vês os "biões" do alto, um terraço com uma vista priveligiada sobre o Porto e das arrojadas manobras dos pilotos.

Pensa nisso :))

Beijinhos ... Boa semana !!

elisabete fialho disse...

Ora muito bem,da viagem nem comento, já que vizinhos estranhos isso écoisa que sou quase iman
Bom casamentos...é coisa qu já não vou tem anos e anos...feitas as contas 15 a 18 anos.
Convites, tenho mas é coisa que nem tenho paciencia nem dinheiro
Eu explico
Eu casei tive direito a um padrinho, uma madrinha e uma avó velhinha.
É que casar a pensar nas prendas e comparticipações do convidados...é coisa que não me agrada.
Quem casa são os noivos, pois que seja muito felizes, agora eu...distancia dessas balburdias é o que mais quero
Um abraço do tamanho do mundo

Salve Jorge disse...

Todo casamento
É um bom momento
A se celebrar
Esses dois a se juntar
Festejando a arte de se encontrar
Ante um firmamento
E muitos convidados
Todos concentrados
Nos noivos abençoados
MAs tenho certeza
Que nesse caso
Todos também notaram o arraso
Que desalinha
Da incomensuravel beleza
Da emocionada madrinha...

Deusa Odoyá disse...

Olá minha nova amiga.

QWue belo casamento, e pelo que descreveste uma linda roupa de madrinha.
gostei de conhecer seu blog.
voltarei mais vezes, amiga.

fique na doce paz do senhor.

Regina Coeli.

Te aguardo em meu cantinho.

Avid disse...

Hehehe claro que tas desculpada!! E salve salve a madrinha e os noivos, claro hehehe
Bjs meus

O Profeta disse...

Uma réstia de luz no crepúsculo
Uma súplica presa na brisa
Um caminho sem fim
Pela terra da tua lembrança


Convido-te a ver o diadema da Noiva do Mar

Boa semana


Mágico beijo

Fátima disse...

Olá Amiga!!!
Que bom ter-te de volta com as tuas sempre elariantes aventuras.
Os casamentos sao sempre cheios de emoçao do principio ao fim....e quando se faz parte de uma das figuras principais, entao sem duvida que é uma experiencia inexquecivel.
As minhas férias como sabes, nao tem muito que contar, só mesmo a visita de uns familiares, que resolveram alegrar as minhas vivências por estes pais tao sempre tao cinzento.

Deixo-te um beijo e um desejo de continuaçao de uma optima semana.

Girafa cor de rosa disse...

Hehehehe...gostei da parte: "viva a madrinha"! És tu no teu melhor!! Então que seja muito feliz a afilhada e tu. Qualquer dia, por mais que não queiras...às tantas segues o mesmo caminho...mas deixa lá, neste caso, a madrinha já não será a mesma (hehehhe!!!). Bjssss.

Cadinho RoCo disse...

Você devia estar linda e ainda na condição de madrinha do casamento.
Cadinho RoCo

Ana S. disse...

Realmente escorpiona que se preze dificilmente ia ficar contente com um vestido azul turqueza com bolas pretas e uma flor no ombro loooooool mas enfim, por quem se gosta faz-se os sacrificios mais absurdos :p
O que importa é que correu bem :)
Beijos

Cátia Margarida disse...

a minha prima casou este Verão, dezanove anos, e acho que era dezanove. De certeza. Quem sabe se o amor dura assim... era lindo não era?

fi disse...

Parabéns a afilhada e à madrinha claro!
Gostei do azul com as bolinhas pretas (:
Tanto choro e tudo acabou bem! :'$

Maior beijo <3

(e dependermos de uma máquina para conseguir respirar é das piores coisas que nos pode acontecer... experiência própria.)

lua prateada disse...

A gentileza e o amor de uma pessoa podem mudar a vida de milhares,por isso neste fim de semana dá a todos que encontrares o amor e gentileza de que precisam.
Óptimo fim de semana...
Beijinho prateado com carinho

SOL

cõllybry disse...

Vivam Eles, que sejam bem felizes...

Beijoca

Oliver Pickwick disse...

E o aprendizado continua. Por osmose, já tem o diploma do Curso de Gravidez, inclusive, a informação da mala ideal para levar para a maternidade; aprendeu a lidar com um bebê; e, agora, penetra nos meandros de um casamento.
Ótima vizinha, simpática, bem-humorada e inteligente. Está esperando o quê? Um noivo? Não acredito!
Um beijo!