quinta-feira, 31 de julho de 2008

Férias!!!



Sarava!!

Férias!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Yupi….xiripitatatata…Urra! Urra!

E não fosse o simples facto de S. Pedro se ter esquecido que Portugal está na estação do Verão, o meu humor estaria no topo.

Mas, resta-me a esperança do tempo se manter quente e ensolarado durante os próximos dias no sul.


E como já fiz um ano de blog… vou-me apresentar mais um bocado através de um semi-questionário curioso.


Orégãos ou Coentros? .................... Orégãos.

Mar revolto ou águas calminhas? .. Águas calminhas

Sushi com chá ou saké?................. Com água sem gás natural.

Olhos, mãos ou boca?.................... Boca.…e pés!

Nova Iorque ou Florença?............ NY solteira, Florença apaixonada.

Fruta ou doce?............................... Fruta no verão, doce no Inverno.

Praia ou campo?............................ Praia!!!!!!!!

Pior defeito?.................................. Ciúme.

Maior loucura?.............................. Por paixão.

Melhor qualidade?......................... Simpatia.


Se eu fosse...era...


Uma Flor – Girassol ou malmequer.

Um Animal – Atum (já falei porquê)

Um Legume – Cenoura

Uma Peça de Roupa – Jeans

Uma Cor – Rosa choque e verde alface.

Um livro –"Pode um desejo imenso" e "Principezinho"

Um filme – Pulp Fiction

Uma personalidade – Vinicius de Moraes


E tenho dito. Fui…

_E se eu fosse puta...Tu lias?_

P.S. imagem de Raquel Gralheiro


segunda-feira, 28 de julho de 2008

Sarava, reclamações e outras constatações!


Sarava!

Vou começar com a lista de reclamações que tenho para vocês, digníssimos vizinhos que me lêem e comentam:

- Andam preguiçosos para comentar (ou estão de férias...o que também é mau porque fico invejosa), e os vossos bitaites têm para mim algum encanto para saber o feedback das bacoradas que escrevo;
- Têm a mente perversa, já que me vêem cenas obscenas, em histórias banais, com o meu próprio pai (o Rei);
- Devem achar que sou alguma máquina de escrever contos mirabolantes da minha vida, já que me pedem/quase exigem novos textos em menos de uma semana;
- E... não há mais a reclamar!

Por incrível que pareça, não tenho tragédias para vos contar. Tudo voa sobre nuvens amenas. Apesar de, há três noites, me ter levantado da cama às 8h e pico, em sobressalto com o alarme por tocar, e bater com a cabeça na esquina do armário verde ao pé da porta do quarto. O som da pancada até ecoou, fez-me lembrar os bombos das festas dos cabeçudos (que existem em certas vilas ou cidades, como a minha) e o galo ainda canta.

Actualizando as coisas dos meus vizinhos mais directos, a minha mãe já chegou do retiro, logo passei a pasta de fada do lar.
E como se não bastasse o seu delírio pela Amy Winehouse, agora voltou fã dos Buraca Som sistema. Não me questionem… porque não faço a mínima porque raio ela os conhece, muito menos porque quer os cds deles.
Enfim… Mães, cada um com a sua!

A gata Conca cada vez mais “(des)pelada”, esfomeada e desmemoriada.

O Dinis, futura pessoa e actual Ratatui bebé, já tem dois dentes e descobriu que pode berrar sem chorar. À partida dizem que gosta do som do grito e por isso o repete até à exaustão. A mim, pessoalmente, não me cabe a ideia de um pequeno roedor começar aos berros durante quase meia-hora seguida e a restante família achar piada, até porque só me dá vontade de o por a berrar com razão ou abafá-lo com música electrónica no máximo.

Para finalizar… gostaria de colocar uma dúvida… aparecem-me teias de aranha nos retrovisores do carro! Mesmo depois de o lavar, voltam a aparecer!! Há alguma coisa de atraente nos retrovisores para as aranhas lá se instalarem e construírem os seus lares??!

Faltam 3 dias para as minhas férias!!
Yupi..iabadabaduuuuuuuu…chichi cocó….eia eia!Batatas fritas…hihihiehehehe! Viva!(momento de loucura por não ter férias há quase um ano)

_E se eu fosse puta…Tu lias?_


P.S1- A música do baú foi escolhida por causa da vizinha Ana (http://anascorpio.blogspot.com/) que me desafiou às memórias auditivas… (e por isso obrigada Bixo por me ajudares na escolha)

P.S2- Imagem minha! Pintado com o que havia!

segunda-feira, 21 de julho de 2008

Gelatina treme treme!!



Sarava!


E o calor abraça-me forte com saudades.

E as férias já se avistam próximas e alentam o passar dos dias feliz como se de uma cenoura à frente do burro se tratassem.


O Alzheimer da gata Conca vai aumentando a par do peso. E a minha impaciência também (hoje comeu queijo magro à fatia).


A que se diz minha mãe, aquela que me ofereceu um café com comida para plantas, está há uns dias fora. E eu tenho-me armado em dona de casa exemplar.

Já passou mais de uma semana e a únicas baixa foi um ferro de engomar que explodiu. Segundo entendidos calcinou. Mas o rei já me arranjou um novo que parece uma televisão das antigas e grande. Com caldeira e de uma marca xpto. Tive uns três dias para perceber como é que a máquina funcionava e agora estou pró.


E nestas aventuras de doméstica (sem ganhar 5 euros à hora) também andei a cozinhar.

Fiz duas gelatinas (não se riam pela facilidade da receita, porque tem a sua arte)!!!!!! Giríssimas por sinal, uma roxa de frutos silvestres e outra amarela, de ananás. No entanto, alerto para esquecerem os sabores. Guiem-se apenas pelas cores que mais gostam, porque no sabor não se distinguem. Eu e o rei comprovamos! Perdemos uns minutos a dar gelatina um ao outro. O que comia tinha os olhos fechados e tentava adivinhar o sabor. Em vão, porque se dermos colheres pequenas não conseguimos diferenciar as gelatinas. Ou seja, a cor é que importa!


E no meio das minhas culinárias alegres, fiz um arroz de cenoura e ervilhas que dará para um mês, tal foi o meu exagero na quantidade!


Estou quase quase uma fada do lar! Ehehehehehe





_E se eu fosse puta…Tu lias?_




p.s.- Pintura de Isabel Monteiro, "How to do self portraits 1"


quarta-feira, 16 de julho de 2008

Coisas de Verão


Saravá Coisas que Voam!!!!!


Pois é como já expliquei fiquei sem imensas coisas do blog e como tal temos nova casa…


E, modéstia aparte, adorei o novo “Eu, Tu, o Arco-íris e os Vizinhos” (embora não apareça o titulo não sei bem porquê, mas admito que seja pelo novo template).


Como já notaram, sobrevivi às últimas pragas! Viva! Yupiiiiii!

Até estava à espera de uma super gripe… já que há uma semana andava com casacos e frio e esta estou de vestidos, semi despida e cheia de calor, mas nada! Uffa!


E que a vaga quente continue., apesar da Dona Emília já me ter perguntado, às custas dos vestidos da moda, se estava de bebé (e não por estar obesa).

E da noite passada ter estado 35 minutos com a minha havaiana no ar a tentar matar duas melgas enervantes que zumbiam num tom ameaçador assim que eu apagava a luz. Só consegui matar uma, adormecendo toda tapada com o lençol quase a abafar apenas com as narinas abertas. Ah! Acordei sem picadelas e com as paredes do quarto todas marcadas de sola de chinelo!


Aproveito para falar da minha gata Conca que também tem sofrido com o calor. Ela tem 19 anos (cresceu comigo, ahahahahahah, eu a meter inveja, sugerindo que sou pouco mais velha do que ela), duas peladas de uma depressão que fez há 2 anos, menos algumas unhas que vai perdendo com a idade nas coisas em que as espeta (sofá, tapetes, etc..), olhos azuis e é extremamente meiga.

Confesso que acho que este Estio tórrido lhe acelerou o Alzheimer (que lhe detectámos).


A gata Conca esquece-se que come!


Não devem estar a perceber o tamanho da gravidade e da senilidade da bicha… ela come uma lata de comida e 10 minutos depois mia até ficar rouca (aquele miar já arrastado sem fôlego) a pedir mais comida. Não haveria problema se fosse só uma vez mas passa de dez em dez minutos a fazer isso.

Note-se que já é obesa (6 quilos e tal) mas agora está prestes a tornar-se numa gata baleia. E tudo traz consequências…. Mal se mexe e se nós pegamos nela já pouco aguentamos tal é o peso, fica cara (não só pela quantidade de latas e biscoitos que come mas porque também é esquisita nas marcas da comida) e insuportável porque está sempre a miar para comer.

Hoje, ao almoço depois de já ter comido uma lata e uns biscoitos, deve-se ter esquecido que era gata e não cadela ou pessoa, miava enquanto olhava para o meu prato pedindo o meu bife do lombo grelhado. Conclusão como tinha grelhado dois, dividi com a gata o manjar, e ela comeu tudinho!


Enfim há que se ter paciência com os idosos, e até mesmo com as gatas idosas.


_E se eu fosse puta…Tu lias?_



p.s.- Imagem: "Paisagem com pessoas que não têm os pés bem assentes na terra" de Carlos Carreiro

sexta-feira, 11 de julho de 2008

P.S.

O meu blog ficou demente!
Perdi todos os links de vizinhos, os prémios, etc etc.
Depois de dar eu em maluca!
Criei um novo com os mesmo título mas com outro link muito diferente (http://coisasquevoam.blogspot.com/ ) com apenas os 2 últimos posts. Se me esquecer de alguém nos links que visito chamem-me nomes que eu acrescentarei de imediato.
E tudo segue como o costume.


_E se eu fosse puta...Tu lias?_

quinta-feira, 10 de julho de 2008

Papinhos Diagnosticados


Saravá Coisas que Voam!!


Depois de um curto-circuito, da “flower food” e dos dedos entalados no vidro do carro, nada como um tratamento dermatológico que em vez de curar faz queimaduras de cigarro.
Enfim, depois de uma dermatologista me medicar com um tratamento para verrugas (as quais não tenho) para me tratar um “papinhos” nas pernas (a que se chamam moluscos, e não tentem pesquisar isto na net porque ainda deixam de ler com medo que isto se pegue por computador) tenho passado algumas peripécias.


De facto…como me alertaram, estes dermatologistas têm sempre, e apenas, 3 hipóteses para qualquer coisa da pele: ou se apanha nas piscinas, ou nos balneários ou é do sistema nervoso (esta última é usada para as coisas mais atípicas).


A médica que me observou, num hospital público com um ar de puro frete, optou por perguntar-me – “Costuma ir a piscinas regularmente?”, e mesmo eu respondendo que não, ela confirmou-me o diagnóstico – “Pois mas isso apanha-se nas piscinas.”
Sugeriu, então, o tal tratamento para as verrugas para tentarmos (eu tentar) fugir ao corte.


Ontem quem me fez o tratamento foi uma amiga enfermeira e para isso fui ao seu hospital já à noite. Ao tentar entrar com o carro no dito hospital, fui impedida pelo segurança barrigudo que me fez apresentar e explicar quase a minha vida toda.
Lá consegui dirigir-me ao piso dela, sem grandes percalços num elevador metálico enorme.
O branco sem luz de hospital incomodava-me com o cheiro forte a éter que se entranha.
Enquanto esperava com a menina do país das maravilhas, íamo-nos rindo nervosas.
O ambiente no piso era, ontem, especialmente forte.

Depois da minha querida enfermeira me analisar as queimaduras já concretizadas no 1º dia de tratamento (cujo cuidador foi o meu pai) lá me tratou apenas as que podia, antes que eu acordasse o hospital inteiro com a ardência do ácido (ou melhor com os meus gemidos agudos).
Devidamente “soprada e compressada”, saímos.

Como a lesão é na parte inferior das coxas, o meu andar fazia duvidar qualquer um… Ao tentar sair sem pagar o bilhete do parque (que era grátis até trinta minutos) lá tive que parar e dirigir-me à caixinha. E quando regressava para o meu carro com o andar tipo mãe de santo no meu salto 12, acabei por me desequilibrar. Consegui não cair e apenas torcer o pé esquerdo sem grandes inchaços.

O cenário era de circo, já que a minha acompanhante estava na fase pós entorse, já sem muleta mas ainda “manquelitante”.



E os tratamentos seguem nos dias que se avizinham.



Entretanto ia falar da igreja anglicana com as novas “bispas” e das máscaras de cabelo que não trazem plástico a proteger o produto (sem nos garantir o que tem dentro), que são vendidas nas feiras exactamente como nos hiper-mercados, etc…mas fica para outra vez.





_E se eu fosse puta…Tu lias?_




P.S.- Imagem de Maurizio Lanzillotta, "Ciprés, viento y tormenta", óleo s/tela

1º aniversário


Saravá e Parabéns!!!!!!!!!!!! O “Eu, Tu, o Arco-íris e os Vizinhos”, também conhecido por “Coisasqvoam” está de parabéns. Completámos um ano! Fiz o plural, porque há muito que este blog não é só meu. Aliás é muito mais vosso que meu. Estou feliz por termos conseguido dar cor a isto tanto tempo. E continuaremos, assim o espero. Entretanto, descobri que eu sou uma espécie de terrorista. Quem se quiser ver livre de mim não precisa fazer nada que eu própria vou dando um jeito.
Depois de um curto-circuito com a torradeira e do “flower food” ingerido, no passado domingo, quando regressava da praia quase consegui arrancar dois dedos da minha mão. Passo a pormenorizar: já no carro, decidi amarrar melhor os 350 mil caracóis mais dourados, para isso tirei o elástico e com ele uns quantos fios de ouro, logo segurei nesses cabelitos e com a mão esquerda ia deitá-los pela frincha do vidro aberta. Como a abertura não era suficiente, com a mão livre carreguei no botão para abrir mais um bocadito, no entanto em vez de abrir fechei, e no impulso da dor acho que não consegui abrir de imediato, pelo contrário continuei a fechar. Seguiram-se berros e lágrimas mais que salgadas. E, por sorte, na mala entre a artilharia de praia no norte (pára-vento, guarda-sol, bola etc) tinha uma garrafa de água com gelo. Apesar de me doer mais impediu que os meus dedos passassem para o triplo e que mudassem de cor.

(mudando drasticamente de assunto)

Já foram aos shopings recentemente? Pelo menos ao Norte Shopins… É que o parque de estacionamento está tão modernizado que parece uma feira popular sem carrosséis, ou um planetário ou um bingo de Las Vegas (como eu imagino, claro)… Está coberto de luzinhas verdes e vermelhas que apontam se o lugar está livre ou não, de números iluminados à entrada de cada fila de lugares dizendo quantos lugares estão disponíveis.. Ah, e no piso -2 ainda têm umas pegadas de galinha e de cão pintadas que nos aponta o caminho para a loja de animais. Até dá vontade de não subirmos para as lojas, mas sim de ficarmos a brincar ao “caça o tesouro”. Já prevejo a minha próxima ida ao Shoping e dar com uns quantos de vocês no parque de estacionamento! Ihihihih E já agora...aceito prendas pelo 1º aniversário!! ehehehehe

_E se eu fosse puta…Tu lias?_ P.s.- Pintura de Nuno Barreto, "Peças de um Jogo 3", acrilico s/tela